13, dez, 2016

EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA RETORNO VENOSO E HIGIENE VENOSA DIÁRIA

A movimentação diária e regular, além de mudanças no estilo de vida, contribui para melhora da circulação periférica em todas as pessoas. Porém, para quem já tem problemas de origem venosa, arterial e/ou linfática, existem posições e exercícios que podem ajudar a melhorar a dor, o cansaço das pernas e o edema, como também a prevenir futuras complicações causadas por varizes.

As figuras abaixo ilustram a variação da pressão venosa periférica (em mmHg) dependendo da postura em que a pessoa se encontra:

Como se pode observar, andando a pressão venosa se torna menor do que sentada e muito menor do que a de pé, ou a parada. Além deste benefício, a caminhada produz:

  • Aumento no retorno venoso pela ativação das bombas musculares e articulares;
  • Reabsorção de fluídos linfáticos que causam o edema (inchaço) e a dor.

Atividades simples como uma caminhada diária e subir pela escada ao invés do elevador já contribuem para uma mínima higiene venosa diária. Além disso, realizar exercícios de retorno venoso e elevação de pernas previne futuras complicações e melhoram a sensação de peso e dor nas pernas de pessoas com doenças venosas.

DESCANÇO NA POSIÇÃO DE DRENAGEM VENOSA

Elevar as pernas aumenta a velocidade do sangue em aproximadamente 200%. Corrige eficazmente o edema e diminui o risco de Trombose Venosa Profunda (TVP).

Durante o dia, elevando simplesmente 30º, por 20 min., 3 vezes ao dia, ocorre diminuição significativa do edema em idosos.

De noite, os pés da cama podem ser elevados 10 a 20 cm (equivalente ao ângulo de 10º) colocando blocos sob os pés da cama. Elevando a cama e não apenas as pernas do sujeito (com uma almofada, por exemplo) permite à pessoa virar durante a noite. Elevar os pés da cama está indicado apenas em casos selecionados e com muito inchaço. Converse sobre essas opções com seu angiologista.

EXERCÍCIOS SIMPLES PARA FAZER TODA HORA

Para quem trabalha por longos períodos assentado, ou de pé parado, a cada hora ou em intervalos de tempo, deve ser realizado este exercício, utilizando apenas uma lista telefônica, ou um degrau:

As pontas dos pés são colocadas sobre o livro. O paciente deve elevar os pés e descer o máximo possível. O exercício melhora a função da bomba venosa e ajuda o retorno venoso diminuindo, assim, o edema e a dor nas pernas ao final do dia.

Este simples movimento deve ser praticado regularmente em eventos em que se fica de pé por tempo prolongado, sentado no trabalho ou mesmo em viagens de longas distâncias, sendo no carro, ônibus, trem ou avião. Nesses casos, pode ser realizado sem o apoio no livro.

PREPARAÇÃO RESPIRATÓRIA

Uma respiração profunda no início e no final do exercício aumenta o retorno venoso e acelera a velocidade do sangue nas veias da perna.

Para treinar a respiração, o paciente deve estar deitado de barriga para cima, com as pernas fletidas e um apoio macio embaixo dos joelhos. Uma mão é colocada sobre o tórax e a outra sobre abdômen para verificar o enchimento e depressão abdominal. Inicie uma inspiração profunda tentando insuflar o tórax, mas principalmente o abdômen e soltar o ar aos poucos, segurando com os lábios, até terminar o ar, assegurando um relaxamento total.

EXERCÍCIOS PARA MELHORA DO RETORNO VENOSO

Esta série contém sete exercícios quem devem ser praticados pela manhã e à tarde, preferencialmente no chão ou em um plano inclinado, com as pernas elevadas em relação à cabeça, se o paciente tolerar esta posição.

 

EXERCÍCIO 1: Movimentos para grandes articulações

EXERCÍCIO 2: Movimentos para as articulações dos dedos dos pés

EXERCÍCIO 3: Movimentos para articulações dos pés

EXERCÍCIO 4: Movimentos para os tornozelos

EXERCÍCIO 5: Drenagem das pernas

EXERCÍCIO 6: Fortalecimento dos músculos da perna

EXERCÍCIO 7: Movimentos para o tornozelo na posição de pé

Compartilhe:
Comentários: