21, ago, 2019

Panturrilha: cuidando da saúde do seu segundo coração

Mesmo silenciosamente, nosso coração trabalha duro e sem parar para bombear o sangue que irriga todo o nosso corpo. Em um adulto, ele bate em média 70 a 80 vezes por minuto. Isso significa que são aproximadamente 100 mil batimentos por dia. Um número incrível!

O retorno do sangue é crucial para não comprometer o funcionamento do nosso coração. E se todo esse trabalho de bombeamento do sangue já é complexo, nas partes inferiores do corpo é ainda mais crucial que ele aconteça de forma eficiente sempre, já que o sangue nas extremidades, como os pés, precisa ‘subir’ por um longo caminho.

A boa notícia é que você pode, sim, ajudar nesse trabalho, e o segredo está na panturrilha. Entenda por que elas são tão importantes e como manter a saúde das pernas pode evitar vasinhos, varizes e outras doenças do sistema circulatório.

O segundo coração

Não é de hoje que as panturrilhas são consideradas uma espécie de “segundo coração” do nosso corpo. É por meio da contração e do relaxamento desses músculos das pernas que o sangue é bombeado de volta para o coração com mais eficiência.

Esse processo é responsável por boa parte do fluxo de sangue venoso que retorna ao coração, e como é um movimento contra gravidade, tende a ser mais complexo. Por isso, é de suma importância exercitar a panturrilha e manter sua saúde para que ela desempenhe sua função.

Vale lembrar que, além do bombeamento do sangue, a região das panturrilhas também é responsável por manter nossa postura e equilíbrio. Essa musculatura está constantemente contraída para estabilizar os joelhos, permitindo estabilizar o corpo para ficar em pé, caminhar e manter uma boa postura.

Manutenção da saúde da panturrilha

As panturrilhas apresentam sintomas apenas quando já estão com dificuldades de circulação. Podem ser cãibras, sensação de perna pesada, formigamento ou inchaço dolorido. Então, como cuidar da saúde das pernas e evitar esses problemas?

Os médicos recomendam manter o hábito de praticar exercícios e a equilibrar nossas tarefas no dia a dia para estimular essa região. Evite ficar muito tempo em pé, para não dificultar a subida do sangue, e também passar longos períodos sentado, já que a dobra da perna nessa posição diminui o impulso do fluxo sanguíneo.

O ideal para quem trabalha, estuda ou exerce alguma atividade que exige longos períodos nessas posições, é fazer pequenas pausas para caminhar um pouco, se possível, e alongar e mover as pernas.

Caso não seja possível se locomover, você pode fazer um exercício simples, mas poderoso. Fique em pé, com os pés alinhados e apoie-se em alguma parede ou objeto firme. Em seguida, fique na ponta dos pés e volte à posição inicial algumas vezes, contraindo e relaxando as panturrilhas. Esse movimento vai ativar essa região da perna imediatamente, melhorando o fluxo sanguíneo.

Estou com varizes, como resolver?

A manutenção da saúde das panturrilhas e do nosso sistema circulatório é importante, mas ela tem apenas um caráter preventivo. Uma vez que vasinhos e veias são danificados e aparecem na forma de varizes, pode ser preciso realizar um tratamento, como a escleroterapia ou microespuma.

Se você possui varizes e está com dúvidas sobre o tratamento, confira este artigo sobre quando, e qual, o melhor tratamento, procurar.

Compartilhe:
Comentários: